Nada definido, mas bastante discutido, diz Rocha sobre participação do PSDB em 2020

Fala-se em apoio ao atual prefeito, mas também candidatura própria do partido no ano que vem

Apesar de haver discussões, nada está definido dentro do PSDB, afirmou o presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, vereador João Rocha, ao comentar sobre o rumo do partido em 2020. O que se sabe e é confirmado pela direção do PSDB é o compromisso que o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, tem com o prefeito Marquinhos Trad (PSD), que disputa a reeleição no próximo ano.

“Ninguém deixa de saber que o governador afirma que ele tem o compromisso com o Marcos em retribuição ao apoio que ele recebeu em 2018. Porém o partido tem liberdade e está se reunindo, discutindo, para decidir se temos candidatura ou se vamos coligar”. Classificando como natural a movimentação, Rocha afirma que há “linhas de pensamento” diferentes dentro do ninho tucano. “O que a maioria decidir é o que será feito”.

Um pouco da divisão fica exposta durante os embates de alguns vereadores do PSDB e do PSD. O motivo vai desde vetos a propostas de leis até a mais recente, cobrança de resposta do Executivo municipal aos requerimentos apresentados pelos vereadores André Salineiro (PSDB), Lívio Viana (PSDB) e Vinicius Siqueira (DEM). “Isso é natural que aconteça, até porque a liderança do prefeito orienta, a base aliada nem sempre vota. Cada um tem seu direito de voto, de acordo com seu pensamento”.

Fora da Câmara, o discurso principalmente do PSDB é de que a legenda pode apoiar o atual prefeito, mas que não diminuirá de tamanho e buscará ampliar o poder em 2020. Marquinhos Trad desconversa quando o assunto é reeleição e diz que não apoiou Reinaldo esperando algo em troca no próximo ano. Contudo, em vários eventos, como a reinauguração da Rua 14 de Julho, em 29 de novembro, os dois compartilham o mesmo palco – ressaltando sempre que a parceria é administrativa.

Mais notícias