Ministra aponta MS como vitrine de integração lavoura, pecuária e turismo ao mundo, diz Secretário

Tereza Cristina promove encontro em Bonito, destino do Ecoturismo em MS

Em Bonito para assinar junto com Rússia, Índia, China e África do Sul a Carta de Bonito, a ministra da Agricultura Tereza Cristina promove o encontro em Mato Grosso do Sul nesta quarta-feira (25) para mostrar ao mundo que o Brasil é exemplo de integração lavoura, pecuária e turismo, segundo aponta o Secretário da Semagro (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), Jaime Verruck.

“Hoje o Estado tem 52% do total da produção exportado para a China, com celulose, soja e carne e ainda a possibilidade de abrir o mercado para o milho. A vantagem em ter a ministra aqui do Estado é ela trazer este encontro para que a gente possa mostrar o potencial de diversificação. A Índia, por exemplo, tem demanda para grão de bico, uma lavoura que estamos iniciando ainda aqui. Eles têm capacidade de absorção de 20, 30 milhões de tonelada ao ano”, destacou o secretário.

Para Verruck, o principal é mostrar o Estado como referência na integração de lavoura e explicar a sustentabilidade praticada no Brasil. “Hoje explicamos o que é uma Área de Preservação Ambiental, uma reserva legal. Mostramos aqui para eles, que têm desconhecimento muito grande da realidade do Brasil, passando uma imagem positiva para fora”.

Brics

Aglomerando cerca de 40% da população mundial, os ministros da Agricultura dessas nações terminaram nesta manhã de quarta a primeira reunião do encontro, realizado em Bonito. “A Carta de Bonito reflete tudo o que os cincos países o Brics tem como meta conjunta na agricultura. Acabamos de concluí-la”, explica a ministra brasileira Tereza Cristina (DEM-MS).

Sul-mato-grossense, Tereza frisa que a expectativa é que as metas, se cumpridas, tragam muitos benefícios não apenas para o Brasil, mas para todo o mundo. “São políticas globais e em que os cinco países vão trabalhar em conjunto. No próximo ano a reunião será sediada na Rússia”, diz a ministra, que completa ainda sobre a reação dos ministros ao conhecer Bonito.

“Nada mais prazeroso do que trazer as delegações do Brics ao meu Estado e ainda em um lugar como esse, como Bonito. Eles estão encantados, não imaginavam que viriam para lugar como esse”, conclui. Nessa tarde, as delegações ainda vão conhecer o Aquário Natural, onde está prevista uma flutuação aquática. O evento foi fechado ao público e imprensa.

Mais notícias