Ovando vê PSL dividido, mas diz que Bolsonaro é ‘estrela’ e decide mudança de partido

Sobre eventual saída do partido, o deputado federal afirma que o DEM está "querendo muito"

Durante evento do SD em Campo Grande, o deputado federal Luiz Ovando (PSL/MS) afirmou que tem tentado aproximar os integrantes do partido no Estado, mas que eventual saída só será definida pelo presidente da República, Jair Bolsonaro. “Ele é a estrela do partido e vai apontar o caminho, seja para ida de um novo partido ou não”.

Segundo o parlamentar, a ida à reunião do SD, que contou com o presidente nacional, Paulinho da Força, foi por cortesia, descartando tratativas para eventual troca de legenda.

Ovando lembrou que o PSL em Mato Grosso do Sul está dividido e, apesar das tentativas de aproximação, a situação segue a mesma. “Fiz quatro tentativas, mas não consegui. Da última vez ela [senadora Soraya Thronicke, presidente do PSL em MS] se dispôs [a se reunir], mas por questão de agenda, Coronel David não teve tempo”.

Depois da eleição de 2018, integrantes da legenda começaram a se desentender e trocar farpas. “O Bivar [Luciano Bivar, presidente do PSL nacional] tirou a presidência de quem tinha formado o partido e deu pra outra pessoa, não é uma crítica a senadora, mas política não se faz sozinha”, comentou Ovando. Agora, acredita o parlamentar, a presidente vai ter de encontrar uma solução”.

A respeito de eventual saída, o parlamentar federal afirmou que existe convite do PP, mas que, por ora, mantém postura de observar. Quanto ao DEM, Luiz Ovando disse que o partido “está querendo muita coisa”. “Está monopolizando e monopólio não é bom, é desequilíbrio de forças”.

Mais notícias