Longo espera posição de Rocha sobre delação que revela fraude no Consórcio Guaicurus

Para o vereador, o caso "é outro grau, envolve polícia, Ministério Público, é outro patamar"

O vereador Junior Longo (PSB), que preside a Comissão de Transporte e Trânsito da Câmara Municipal, afirma que vai aguardar posicionamento do presidente João Rocha (PSDB) sobre a delação que revela fraude na licitação do Consórcio Guaicurus.

Longo afirma ter indagado ao presidente qual ferramenta a Casa de Leis tem para conseguir acesso à investigação que ocorreu pelo MP (Ministério Público) do Paraná. Em delação no estado vizinho, em 2016, o advogado e ex-consultor do Consórcio, Sacha Reck, admitiu que houve direcionamento e fraude na licitação do transporte na Capital, em 2012.

“Eu acho que, agora, as evidências colocadas são mais plausíveis do que tínhamos antes para uma investigação. É uma denúncia muito grave que envolve uma licitação muito importante”. Caso não exista tal mecanismo de acesso aos autos, uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) pode ser instaurada.

Mesmo assim, o parlamentar pondera que as denúncias apontadas na delação são de tal modo graves, que fugiriam das competências da Câmara. “É outro grau, envolve polícia, Ministério Público, é outro patamar”.
Rocha, segundo Junior Longo, ainda não respondeu sobre o que cabe fazer como Casa de Leis e o assunto deve ser retomado nesta semana.

Trechos da delação foram publicadas em 31 de julho pelo Jornal Midiamax. Um dia depois, o Ministério Público de Mato Grosso do Sul abriu um inquérito civil, cujo documento foi divulgado no Diário Oficial do órgão, nesta segunda-feira.

O promotor de Justiça Humberto Lapa Ferri, da 31ª Promotoria do Patrimônio Público e Social da Capital, adiantou que solicitou ao Paraná o compartilhamento das provas colhidas no âmbito da Operação Riquixá, que apura a existência de uma organização criminosa que atuou em fraudes em licitações de transporte coletivo em diversas cidades do País.

Longo espera posição de Rocha sobre delação que revela fraude no Consórcio Guaicurus
Mais notícias