João Rocha relembra 2 anos da morte violenta de Cristóvão Silveira e esposa

Presidente da Câmara de Campo Grande publicou sobre o ex-colega de Câmara

O presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, João Rocha (PSDB), usou as redes sociais para lembrar do ex-colega de Legislativo Cristóvão Silveira, cujo assassinato ocorreu há exatamente dois anos, completos nesta quinta-feira (18). Silveira atuou na Casa de Leis entre 1993 e 2012, no total de cinco mandatos.

“Há dois anos sentimos falta de um grande amigo, Cristóvão Silveira. Lembro com alegria do meu colega de bancada e de seus mandatos na Câmara e também seu trabalho como Secretário de Habitação, nas quais exerceu funções da melhor maneira possível, ajudando a cidade de Campo Grande”, relatou Rocha, em sua página no Facebook.

“Contudo, jamais esqueceremos a trágica morte que acometeu Silveira e sua esposa Fátima, lamentando que fatos assim ainda aconteçam em nossa sociedade. Como representantes do povo, temos como dever lutar pelo fim da violência, para que outras famílias não sofram perdas como essa”, complementou.

Cristóvão Silveira e sua esposa, Fátima Silveira, foram mortos no dia 18 de julho de 2017, quando chegaram à chácara onde moravam, localizada na MS-080, saída para Rochedo em Campo Grande.

Os responsáveis pelo crime foram condenados a mais de 90 anos de prisão.

Silveira foi vereador pelo PSDB e é o autor de duas leis consideradas importantes pela Câmara. A Lei nº 3.121/95, que trata da obrigatoriedade do uso de cinto de segurança pelos ocupantes dos bancos dianteiros dos veículos automotores que circulam por Campo Grande; e a Lei da Cantina Saudável (Lei nº 4.992/11).

Há dois anos sentimos falta de um grande amigo, Cristóvão Silveira. Lembro com alegria do meu colega de bancada e de…

Publicado por João Rocha em Quinta-feira, 18 de julho de 2019

 

Mais notícias