Fórum quer participar de conversa com Governo e ameaça greve geral de servidores em MS

Comissão de deputados tem conversa nesta quinta com governo

Representantes do Fórum dos Servidores Estaduais de Mato Grosso do Sul estão na ALMS (Assembleia Legislativa) nesta quinta-feira (16) e pedem para participar da conversa entre a comissão formada por deputados e o governo do Estado sobre o reajuste, que está marcada para às 15h na Segov (Secretaria Estadual de Governo).

Ricardo Bueno reclama da falta de posicionamento do governo e diz que a categoria poderá fazer uma greve geral a partir do dia 31 de maio, caso não haja nenhuma manifestação até lá. “Hoje tem essa reunião para que os deputados façam essa interlocução, mas nós queremos participar. Nós estamos no escuro, recendo recados pela imprensa até mesmo da possibilidade de reajuste zero”, criticou.

O representante disse que os servidores aguardam até este dia para que o governo explique qual a real situação financeira do Estado e sobre a possibilidade de reajuste. “O governo está agindo como menino de recado desse jeito. Se as contas do Estado estão na situação a imprensa está dizendo, que ele apareça e assuma a responsabilidade”, aponta.

Na quarta-feira, conforme adiantou o Jornal Midiamax, o deputado estadual Felipe Orro (PSDB) disse acreditar que a tendência é reajuste zero para os servidores, devido ao que ele está “sentindo” do governo.

“A situação está difícil. Bem ou mal, no mandato anterior tiveram os aumentos, todo ano tinha e todos os poderes davam. Hoje o salário achatou, há cinco anos o servidor recebe a mesma coisa”.

Mais notícias