Falar que se passa fome no Brasil é uma mentira, diz Bolsonaro em café da manhã

'Você não vê gente, mesmo pobre, pelas ruas, com físico esquelético', reforçou

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou nesta sexta-feira (19), durante café da manhã com jornalistas de veículos internacionais, que falar que existe fome no Brasil “é uma grande mentira”. Em discurso transmitido ao vivo em sua página no Facebook, o presidente defendeu que “não se vê gente, mesmo pobre, pelas ruas, com físico esquelético” como há em outros países do mundo.

Bolsonaro disse que a situação da fome no país é um “discurso populista”, que segundo ele, tem sido adotado no Brasil desde o governo de Fernando Henrique Cardoso (1995-2002). “Adotou-se no Brasil que distribuição de riqueza é criar bolsas. É o país das bolsas, mas o que se faz tirar o homem ou a mulher da miséria é o conhecimento”, defendeu, acrescentando que “esses políticos que criticam a questão da fome no Brasil, no meu entender, tem que estudar mais as consequências disso dai”.

Em seguida, Bolsonaro cita “o exemplo de Israel” para explicar o porque não há fome no país. “Eu estive em Israel, lá a precipitação é menor que no sertão nordestino. Com tecnologia eles conseguem, não só garantir a sua segurança alimentar, como exportar parte para a Europa”, afirmou.

Fome no Brasil

A fome no Brasil é um problema que ainda persiste no país. Apesar da grande extensão territorial do país e de seu enorme potencial agrícola, problemas como a desigualdade social e a concentração fundiária fazem com que pessoas ainda não tenham o suficiente para sua nutrição, apesar de o país ter alimentos em quantidade suficiente para todo mundo.

Apesar do avanço no combate à fome nos últimos anos, uma pesquisa do próprio IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostrou que 7 milhões de brasileiros ainda passam fome e muitos outros têm alimentação insuficiente. 

(Com informações de agências) 

Mais notícias