Em Três Lagoas, MDB avalia não lançar candidato para apoiar reeleição de Guerreiro  

Decisão será tomada em conjunto por lideranças, adiantou dirigente municipal.

Após comandar Três Lagoas por quatro vezes consecutivas, o MDB pode abrir mão de candidatura própria para apoiar a reeleição do prefeito Ângelo Guerreiro (PSDB). Presidente do diretório municipal do partido, Jurandir Viana explica que a decisão sobre lançar ou não um nome na disputa será tomada em conjunto com as lideranças da legenda. Mas, não é descartada a formação de aliança com a atual gestão.

“Depende do que vamos resolver nas reuniões. Tem chance de apoiar [Guerreiro] sim”, adiantou. Antes disso, enfatizou, a questão será discutida em reunião interna já prevista de ser realizada no mês de agosto. O assunto deverá ser levado também ao deputado estadual Eduardo Rocha (MDB) e discutido com a executiva regional.

“Aí define se o partido vai apoiar, se vai lançar candidato”, afirmou o dirigente, informando que a decisão final dependerá do resultado final das reuniões e de consulta às lideranças emedebistas, inclusive a senadora Simone Tebet (MDB).

Já em relação às disputa proporcional, a legenda é otimista. “Nós vamos fazer quatro vereadores, com certeza”, aposta o presidente do partido. Hoje, a sigla conta com apenas um assento na Câmara de Vereadores.

Conforme o presidente, o partido está preparado para o fim das coligações proporcionais e tem tido grande procura por uma vaga na disputa a vereador. “Nós vamos montar uma chapa bem forte, completinha e de um nível bom”, garantiu Jurandir.

Mais notícias