“Em momento algum coloquei meu nome”, diz Reinaldo Azambuja sobre presidir PSDB

Governador voltou a pedir maturidade aos pretendentes que disputam para assumir o partido em MS

 

Reinaldo Azambuja durante discurso na sede do partido. (Foto: Divulgação/PSDB)

Apontado por correligionários como nome de consenso para pacificar uma eventual disputa pelo comando do PSDB regional, o governador Reinaldo Azambuja diz que até o momento não colocou o seu nome para assumir essa responsabilidade. Além disso, voltou a pedir “maturidade” aos envolvidos nessa contenda.

“Eu gostaria que eles buscassem o consenso. Se não tiver o consenso, vamos ver qual alternativa que a gente possa ter. Mas eu, em momento algum, coloquei meu nome para ser presidente”, afirmou Reinaldo nesta quarta-feira (20).

O chefe do Executivo estadual voltou a alertar sobre as eleições de 2020, quando estará em prática novas regras eleitorais que, segundo ele, vai impor aos partidos uma dinâmica melhor para fortalecer a chapa de vereadores.

“Acho que temos pessoas e maturidade necessária para deixar de lado as vaidades e as questões pessoais de cada um e pensar no todo, que é fortalecer o PSDB para que ele possa estar preparado para as eleições de 2020”, avalia Reinaldo.

Querendo disputa

Candidata à presidência do diretório regional do PSDB, a deputada federal Rose Modesto, ex-vice-governadora, já afirmou que é contra a entrada de Reinaldo na disputa apenas para evitar um embate.

“Se o Reinaldo tiver o desejo de conduzir o partido, ele é a pessoa hoje que inclusive tem o meu voto e meu apoio. Agora, se for só pela condição de evitar uma disputa, eu acho que não. Se ele quiser, é legítimo e ele tem prioridade. Se for só por essa razão, eu vou entender como um não do PSDB a mim”, disparou Rose nesta semana.

Mais notícias