Publicidade

Em homenagem, deputado se veste de gari e ajuda na coleta de lixo em Campo Grande

João Henrique garante que foi a melhor experiência que viveu na política até agora

Deputado de primeira viagem, João Henrique Catan (PR) resolveu deixar o gabinete e sentir na pele a dura rotina dos coletores de lixo de Campo Grande. Ele afirma que a experiência será levada para o plenário da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul e a série que estrou não deve parar por aí.

Ele conta que algumas pessoas lhe perguntaram se a inspiração seria o governador de São Paulo, João Doria (PSDB) – que fez inúmeros vídeo similares –  mas nega e explica porque. “Pelo que percebi, o Doria tirou foto para humanizar a figura elitizada dele, mas não é o meu caso”, disse o neto do ex-governador Marcelo Miranda.

Antes de subir em um dos caminhões da Solurb, concessionária que gere a coleta de lixo na Capital, o parlamentar passou por treinamento e orientações básicas de segurança, fez ginástica laboral e ainda pediu para a equipe que acompanhou na Rota 45 – que engloba Avenida Bandeirantes e entorno – ‘pegar pesado’ com o novato.

Pelo vídeo divulgado nas redes sociais, deu para percebeu que João Henrique ‘apanhou’ um pouco. Em alguns momentos, como ele mesmo fez questão de ressaltar, mal aguentava carregar os sacos descartados. Coordenar o compressor de resíduos dos caminhões também teve lá sua dificuldade.

Gari por um dia, o parlamentar concluiu a etapa com auxílio de um dos funcionários. Entre uma quadra e outra, é claro, registrou, dando algumas orientações aos seus seguidores quanto à seleção dos resíduos, acondicionamento e pediu empatia no despejo de materiais que possam oferecer risco aos coletores.

Durante conversa no trajeto, narra ofegante, coletores relataram que já foram perfurados por seringas, tiveram que tomar coquetel de HIV, se feriram com cacos de vidro, latas, além de outros materiais perfurantes.

Ao Midiamax, o gari treinee – como se intitulou na publicação –  negou interesses eleitoreiros e contou como foi a experiência “A ideia foi sentir na pele a realidade dos coletores, mas catei lixo mesmo, cai, me machuquei, quis viver a realidade dessas pessoas, entender a vivência e arisco dizer que foi a melhor experiência que vivi até agora na política”, confessa.

Ele espera que “a moda pegue na Assembleia Legislativa” e anunciou que a série de vídeos não para por aí. O deputado anunciou que já tem planejado ao menos três novos capítulos do quadro “João em Curso”, mas preferiu guardar segredo para alimentar a curiosidade dos seguidores. Se quiser conferir a íntegra da produção, clique neste link.

Mais notícias