Dr. Loester diz que Rose sofre fritura no PSDB e abre as portas do MDB para deputada

Segundo vereador, Puccinelli quer fortalecer partido e já já conversou também Harfouche sobre eleição em Campo Grande

O vereador Dr. Loester Nunes de Oliveira (MDB) diz que o cenário para as eleições de 2020 em Campo Grande deve ter mudanças significativas em breve. E aponta a eventual saída de Rose Modesto do PSDB como uma delas. Segundo ele, a deputada federal estaria sofrendo uma ‘fritura’ no ninho tucano e deixou ‘as portas do MDB estão abertas para ela. “O ex-governador André Puccinelli busca fortalecer o partido”, disse.

O vereador Dr. Loester (Foto: Câmara de Campo Grande)

De acordo com o líder emedebista na Câmara Municipal de Campo Grande, o nome de Rose Modesto é bem visto no partido. “Ele [André] andou conversando com várias lideranças e pode ser que tenha conversado com ela também. Seria uma honra se ela viesse para o nosso partido e fosse nossa candidata [à prefeitura]”, comenta Loester.

O vereador lembrou que Rose queria ser presidente do PSDB em Mato Grosso do Sul, mas, segundo ele, teria sido impedida. “Não deram nenhum espaço para ela, e ela é deputada federal. O outro já era presidente, então nada mais justo deixar ela assumir. Mas isso é um problema do PSDB. Se ela sinalizar interesse, vamos atrás dela sem dúvida nenhuma”.

Sobre as articulações de André, Loester revela que o ex-governador está tendo várias conversas pelo Estado, mas o principal foco é Campo Grande. “Ele já conversou com o Harfouche [Sérgio Harfouche, procurador do Ministério Público Estadual] e nos informou que estava conversando com lideranças importantes”, frisa o vereador.

Mais notícias