Deputados preparam emendas voltadas para saúde e educação em MS

Emendas serão incluídas no orçamento do governo estadual para 2020

Com orçamento estimado para 2020 de R$ 15,8 bilhões do governo estadual, está aberto o prazo para os deputados estaduais apresentarem emendas para serem anexadas ao projeto de lei. A prioridade é saúde, educação e assistência social. 

Ainda sem definição, os parlamentares estão avaliando as emendas que devem apresentar no orçamento do Estado, mas eles dizem que a prioridade é educação e saúde. A ALMS (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul), também não definiu quem será o relator do orçamento. 

O deputado José Carlos Barbosa, o Barbosinha (DEM) informou que vai priorizar saúde, educação e assistência social. “São valores pequenos, mas já suficientes para ajudar as entidades, são 60% para educação”. 

Segundo Capitão Contar (PSL) o dinheiro é do povo e deve voltar para a população. “As emendas são  nível estadual, não quero fazer política com isso”. 

Rinaldo Modesto (PSDB) vai priorizar a educação. “MS tem 377 escolas e o governo já restaurou boa parte delas. O governador me garantiu que até o fim do mandato, vai restaurar todas. Sendo assim, pretendo destinar as emendas para compra de kit robótica”.

Evander Vendramini (PP) quer priorizar sua região, Corumbá e Ladário, com as emendas que pode fazer. “Uma parcela para saúde, educação, esporte. A gente precisa concluir a estrada da BR-262 que dá acesso ao distrito de Porto Esperança. Os moradores gastam R$ 300 para irem à cidade só para sacar a aposentadoria”.

Mais notícias