Publicidade

Deputado quer troca de quadro negro por lousas revestidas de vidro em escolas de MS

Projeto de lei em trâmite na Assembleia Legislativa prevê a troca em no máximo 3 anos

Projeto de lei em tramitação na Assembleia Legislativa pretende trocar os quadros negros por lousas brancas revestidas de vidro em todas as salas de aula das escolas estaduais de Mato Grosso do Sul, no prazo máximo de três anos, após a sanção da proposta.

De acordo com o autor do projeto, o deputado estadual Neno Razuk (PTB), a medida contribuirá para menos gastos com a diminuição de afastamento de professores devido aos problemas de saúde e com isso também gera economia à máquina pública com menos tratamentos pelo Sistema Único de Saúde.

““Especialistas em alergia e imunologia associam o uso do giz escolar com diversas doenças respiratórias, que acometem grande parte dos professores de todo mundo, inclusive, quem já sofre com rinite, bronquite, asma, entre outros, é comum ele estar associado às reações alérgicas. Também há quem sofra com problema de pele em contato com o giz”, justificou o deputado.

De acordo com a proposta, a troca será de forma gradual, porém, as escolas a serem construídas ou reformadas deverão atender de imediato a lei, caso sancionada pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

O projeto começou a tramitar nesta quarta-feira (22) e segue para análise da CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação), antes de ser analisado e votado em plenário.

Mais notícias