Cotado para vice de Marquinhos, João Rocha não garante aliança entre PSDB e PSD

Presidente da Câmara diz que conversas ainda estão em andamento. No entanto, líder do PSD em Campo Grande afirma que Reinaldo vai indicar vice de Trad

Mesmo com o governador Reinaldo Azambuja afirmando que tem um compromisso com Marquinhos Trad para as eleições de 2020, alguns correligionários tucanos não tratam como certa a aliança entre o PSDB e PSD. Cotado para ser vice na chapa que vai buscar a reeleição do prefeito de Campo Grande, o vereador João Rocha, presidente da Câmara, é um deles.

“Não sei se o vice do Marquinhos vai ser um tucano, não tem nada oficial do partido informando nesse sentido. Há um bom relacionamento, sim, do PSDB com praticamente todos os partidos”, diz Rocha. “A questão eleitoral para o ano que vem vai acontecer naturalmente, as posições, os deslocamentos dos partidos, se agrupando ou se distanciando de acordo com os projetos para Campo Grande”.

Além de João Rocha, outro nome ventilado como possível vice de Marquinhos é o secretário especial de Governo, Carlos Alberto de Assis, que chegou a declarar que gostaria até de disputar o cargo de prefeito. No entanto, a decisão de Reinaldo deve prevalecer no ninho tucano, mesmo deixando alguns descontentes.

O próprio presidente do PSD em Campo Grande, Antônio Lacerda, destaca não ter dúvidas que Reinaldo e o PSDB estarão no palanque do prefeito e que o vice de Trad será indicado pelo governador de Mato Grosso do Sul.

Enquanto 2020 não chega, João Rocha diz que o PSDB “está discutindo, nosso partido está conversando, nosso partido tem um projeto para Campo Grande”.

Mais notícias