Com aval do TRE, Jamilson Name escolhe novo partido em 2020

Desembargadores deram justa causa ao pedido de desfiliação e Name não vai perder mandato

Desembargadores do TRE/MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) decidiram por unanimidade pela justa causa e o deputado Jamilson Name pode desfiliar do PDT sem perder o mandato. O parlamentar informou que só vai escolher outra sigla, em 2020.

A defesa de Name pediu a justa causa ao TRE, alegando que ele teria sofrido grave discriminação pessoal no PDT. Com essa análise, os desembargadores acolheram a justa causa. 

O deputado informou ao Jornal Midiamax que soube da decisão com muita tranquilidade e respeito ao judiciário e falou os convites de filiação. “Temos convites do PSDB, MDB , PP e PSD, mas só vou decidir ano que vem”. 

Presidente do PDT estadual, o deputado federal Dagoberto Nogueira, disse ser um direito de Jamilson sair do partido. “Nada opor, ele quis sair, nós entendemos que era um direito dele, tanto que na contestação, nós não concordamos com a argumentação dele, mas também, não pedimos a perda de mandato, foi como um acordo sem problemas”.

Relembre

Em maio deste ano, Jamilson Name disse ter recebido uma carta de Dagoberto, autorizando a saída dele do PDT, porém, o deputado estadual falou nunca ter pedido para deixar o partido.

Nogueira publicou nas redes sociais um vídeo dando sua versão e dizendo ter atendido um pedido de Name. A carta, segundo Nogueira, foi entregue ao pai de Jamilson, Jamil Name, na época. 

Com a confusão, o presidente regional revogou a carta e comunicou que a partir daquele momento, Jamilson deveria permanecer no PDT. Mas o parlamentar ajuizou uma ação no TRE pedindo a desfiliação, sem perder o mandato.

Mais notícias