Publicidade

Chefe que tem que conduzir, diz Almi sobre discussão de reajuste

Fórum pede que Reinaldo negocie reajuste

Deputado estadual do PT, Cabo Almi criticou Reinaldo Azambuja (PSDB) nesta terça-feira (21) após o representante do Fórum dos Servidores Públicos Estaduais dizer que em cinco anos de administração, em apenas uma ocasião o governador sentou para discutir os salários.

“Você é o líder. O chefe tem que conduzir isso. Se for para falar coisas que não agradam, tem que falar. Não dá para pôr outro em seu lugar”, disparou. Para o deputado, é importante o diálogo para que a paralisação dos administrativos da Educação não se estenda aos demais servidores.

“Uma coisa é ter só os administrativos parados e outra é ter o Estado inteiro. É necessário que o governador sente para negociar antes que a situação piore”, disse.

Almi disse que se os argumentos são de dificuldades financeiras, o anúncio tem que ser feito por Azambuja. “Há informações de que o quadrimestre fechou com abril e maio com queda na arrecadação. Mas e o anúncio oficial?”.

Tucano, o deputado Marçal Filho defende uma avaliação caso a caso. “Tem categorias que carecem mais do reajuste nesse momento de crise. O salário dos administrativos da Educação precisa chegar ao mínimo, por isso eles recebem o abono. É preciso uma atenção especial para quem precisa. Sabemos que o momento não é favorável e acredito que não vai ser possível dar o reajuste para todos e nem o abono, mas precisamos olhar o salário mais defasado”, opinou.

Mais notícias