‘Certeza que o Senado vai’, diz Nelsinho sobre inclusão de estados na Previdência

Estados e municípios ficaram fora do relatório final na Câmara, mas governadores articulam reinclusão com senadores

Caso municípios e estados não sejam inclusos na reforma da Previdência pela Câmara dos Deputados – que fará a segunda votação assim que voltar de recesso -, o Senado o fará, afirma o senador e líder da bancada sul-mato-grossense em Brasília (DF), Nelsinho Trad (PSD), nesta segunda-feira (22), em Campo Grande.

Ele participou do lançamento de recursos, obras e programas da área de saúde ao lado do ministro Luiz Henrique Mandetta (DEM) e aproveitou também para comentar sobre assuntos que permeiam o noticiário nacional.

“Precisamos incluir essa demanda [municípios e estados na nova previdência] e corrigir isso de uma vez por todas. Como vai ser todos os estados? A gente consegue contar no dedo os que conseguem pagar tudo em dia. A Câmara não votou, mas tem encaminhamento para inclusão”, frisa o parlamentar sul-mato-grossense.

Nelsinho ainda comentou sobre a importância dos projetos que serão colocados em pauta após a reforma da Previdência, como a reforma tributária. “Ela é importante para a área empresarial por causa dos impostos, e para o Brasil voltar a crescer também. Após isso, teremos também uma redistribuição da carga tributária”.

De acordo com o senador, a intenção com essa redistribuição é corrigir problemas como municípios receberem apenas 4% de retorno em impostos, enquanto 60% fica em Brasília. “Os municípios precisam andar com as próprias pernas”, destaca Nelsinho, ao falar das dificuldades enfrentadas com a queda de receita e repasses nas prefeituras.

Mais notícias