Carta de Bonito traz compromisso com inovação, sustentabilidade e comércio multilateral

Encontro promovido em Bonito resultou na assinatura do documento

Reunidos por dois dias sob o tema “Promovendo Inovação e ações para melhorar novas soluções para sistemas de produção de alimentos”, ministros da Agricultura de cinco países assinaram, no final desta quinta-feira (26), documento intitulado Carta de Bonito. Recebidos pela ministra da Agricultura do Brasil, Tereza Cristina (DEM), eles trataram sobre questões de interesse comum voltadas para o desenvolvimento agrícola dos países envolvidos, com perspectivas para cooperação entre eles.

“São 27 parágrafos, mas são pontos importantes. Nós tratamos da inovação e a tecnologia para o setor da agricultura dos nossos países. Isso é muito importante, isso vem caminhando rapidamente e isso foi uma das coisas que todos tiveram consenso, nesse trabalho de biotecnologia, nanotecnologia”, explicou Tereza Cristina.

Conforme a ministra, também foram tratadas questões voltadas às startups que ela ponta como importantes para melhorar processos da agricultura, além do comércio para que seja embasado na ciência e não em questionamentos que não refletem a realidade.”Que sempre sejam baseados na ciência. A ciência é que vai dar o tom do comércio entre nós”, comentou, fazendo menção a recentes críticas sobre a agropecuária brasileira que foi relacionada a problemas de desmatamento e incêndios na Amazônia.

Ao todo foram tratados sete itens, incluindo regionalização, precaução, sustentabilidade e questões sanitárias. Segundo Tereza Cristina, o encontro foi resultado de trabalho iniciado em junho e que resultou em consenso por meio da carta em relação aos vários temas tratados. “Produzir mais, produzir de maneira sustentável, usar a tecnologia e usar a ciência como base para tudo que nós vamos fazer daqui pra frente”, resumiu sobre os termos da carta. 

Compromisso de cooperação agrícola

No documento, ministros da Agricultura do Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul destacaram preocupação com as tendências de crescimento populacional. Segundo estimativa das Nações Unidas, serão 9,8 bilhões em 2050, sendo mais de 3 bilhões dentro das fronteiras dos Brics. “Nós sabemos a responsabilidade que temos de alimentar 9,8 bilhão de pessoas ate 2050”, disse Tereza Cristina durante os trabalhos. Nos últimos dez anos, os países reunidos aumentaram sua participação nas exportações passando de 23% a 35%.

Na carta, eles oficializaram compromisso de cooperação agrícola comprometendo-se a implementar plano de ação até 2020 reforçando sistema de comércio multilateral aberto, inclusivo e não discriminatório. Nesse plano, estão previstas medias como melhorar a facilitação do comércio e harmonizar procedimentos de exportação. Por fim, o documento fala de oportunidades ilimitadas com o acordo multilateral e agradece ao Ministério da Agricultura Brasileiro pelo encontro, cuja próxima edição será na Rússia.

Mais notícias