Câmara de Campo Grande estuda ‘devolver’ R$ 5 milhões do duodécimo para a Prefeitura

Presidente da Casa diz que ainda calcula valor exato

Apesar de não ser obrigação do Legislativo, a Câmara de Campo Grande analisa a ‘devolução’ de ao menos R$ 5 milhões do duodécimo à Prefeitura em 2019, segundo o presidente, vereador João Rocha (PSDB), explicou nesta quinta-feira (14).

Rocha explica que a Casa está em reforma, mas que seguramente deve devolver ao menos essa quantidade. “Vamos finalizar os números e entregar em dezembro”, disse. A Câmara tem projeto para reestruturação dos gabinetes dos vereadores em 2020, para que todos fiquem padronizados.

No ano passado, a Casa devolveu R$ 7 milhões e em 2017, R$ 6 milhões.

Mais notícias