Bernal deve ser candidato a prefeito e insiste que Rose vai para o PP

Ex-prefeito de Campo Grande não foi ao encontro regional do partido, realizado na manhã desta sexta-feira

O ex-prefeito de Campo Grande e ex-presidente estadual do PP em MS, Alcides Bernal, pode disputar novamente a prefeitura da Capital em 2020 e voltou a dizer que a deputada federal Rose Modesto (PSDB), vai se filiar ao PP.

O Progressista realizou encontro regional do partido na manhã desta sexta-feira (22), em Campo Grande, e apesar de ter sido convidado pelo presidente estadual, Evander Vendramini, não compareceu, alegando estar em viagem. 

Bernal disse ter recebido o convite e desejou boa sorte a todos seus correligionários. Questionado se iria mudar de partido, afirmou que vai conversar com amigos e amigas e confessa ter recebido vários convites. “Não posso falar agora”, disse quando questionado sobre quais siglas teriam feito o convite.

O ex-prefeito pensa em disputar a prefeitura em 2020, mas afirma que antes, vai ouvir a população. “Sonhei vencer e administrar Campo Grande, mas você viu o que aconteceu. Agora é hora de ouvir a população e os bons políticos”.

Bernal ainda criticou a atual direção do PP. “A atual direção quer entregar o PP para qualquer deputado federal. Acho que a Rose é a que vai tomar o partido Progressista”. 

Durante o encontro, o PP anunciou que o presidente da Santa Casa, Esacheu Nascimento, pode ser o candidato à prefeitura, em 2020. Bernal falou que não acredita nessa hipótese. “Não acredito, acho que será um deputado federal. Presidente e secretário estiveram em Brasília ultimando detalhes. Assim que abrir a janela da capital infidelidade, ela [Rose] pula”.

O deputado estadual e presidente do PP, Evander Vendramini, não soube dizer os motivos de Bernal não ter ido ao evento, ressaltando ter feito o convite por ‘áudio’. “Não vamos trabalhar para diminuir ninguém, ele é filiado e tem uma história dentro do partido”.

Mais notícias