Reparação a ele e família, diz Puccinelli sobre evento que marca retorno de Delcídio

Ex-governador disse que os dois partidos estão 'assobiando alinhados'

Presente na posse do ex-senador Delcídio do Amaral (PTB) como presidente regional do partido, o ex-governador André Puccinelli (MDB) afirmou que o ato, realizado na manhã deste sábado (21) na Câmara de Vereadores de Campo Grande, serviu como reparação do dano enfrentado por Delcídio nos últimos anos.

“Diria que esse evento serviu como um desagravo a ele e principalmente à família”, afirmou, em referência a decisão prolatada pela Quarta Turma do TRF1 (Tribunal Regional Federal da 1ª Região) que absolveu o ex-senador em processo por obstrução de Justiça.

Além de Puccinelli, lideranças emedebistas marcaram presença no evento. Questionado se a postura aponta aliança entre as duas legendas, ele respondeu que ambos os partidos ‘estão ‘afinados’. “O Moka [ex-senador Waldemir] costuma falar que começo de cantiga é assobio. Nós estamos assobiando. E afinados”, disse. No evento, Delcídio chegou a chamar Puccinelli de ‘quem sabe futuro governador’ fazendo menção a 2022. “Vamos chegar lá”, disse André.

Segundo Delcídio, o ex-governador avisou que participaria do evento e que a data é memorável. “O PTB vai ser o partido dessa eleição e das próximas também. Vocês vão lembrar dessa data”, assegurou. 

Mais notícias