Após requerimento, deputado federal chama estaduais de ‘folgados’ e ‘bundas-moles’

Crítica é por falta de assinaturas no requerimento para abertura da CPI contra a Energisa e por aceite a projeto que irá aumentar ICMS da gasolina

Após protocolar requerimento com pedido de explicações sobre o custo estimado de R$ 200 mil para fazer uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) contra a Energisa, o deputado federal Loester Trutis (PSL) postou, nesta segunda-feira (04), vídeo em suas redes sociais chamando deputados estaduais de MS que não assinaram o pedido e que são favoráveis ao aumento do ICMS (Imposto Sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços) de ‘bundas-moles’ e ‘folgados’. A ALMS (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul) não se manifestou sobre o caso.

“Eles alegam que é o gasto de R$ 200 mil pra fazer uma CPI. Eu queria saber se eles têm estrutura do gabinete, se têm a estrutura da Assembleia Legislativa, têm os funcionários do gabinete, aonde que seriam gastos esses R$ 200 mil? Por isso eu usei o meu gabinete de deputado federal e protocolei isso de forma oficial aqui na Assembleia Legislativa”, afirmou o parlamentar.

Na sexta-feira (31), a senadora Soraya Thronicke (PSL) protocolou requerimento semelhante na Casa de Leis. Ambos saíram em defesa do deputado estadual Capitão Contar (PSL), autor do requerimento pedindo investigação contra a Energisa.

Na postagem, Trutis menciona vídeo postado anteriormente em que chamava os parlamentares de ‘bundas moles’ e disse ter sido procurado por vários deles e por suas assessorias, que teriam alegado quebra de decoro parlamentar. Também informou ter refletido sobre o assunto e reiterou as críticas. “Reafirmo aqui: deputado estadual que abandona o povo e não assina a CPI da Energisa é sim bunda-mole”, disparou novamente. “Além de bunda-mole, esses caras são uns folgados”, completou.

Questionado sobre competência para discutir a questão, o deputado federal explicou que a energia ‘flutua nas esferas estadual e federal’, sendo a abertura de CPI de atribuição dos parlamentares estaduais. Ele ressaltou ainda não criticar a instituição, mas disse que ela está sendo ‘mal representada pelos indivíduos que estão lá dentro’, porque quando a população elege espera que eles reflitam seus interesses. “O cidadão sul-mato-grossense, além de ser saqueado pela companhia de energia agora vai ter que pagar um aumento abusivo de combustível”, finalizou.

A reportagem do Jornal Midiamax entrou em contato com a Assembleia Legislativa no início da tarde desta segunda-feira (04), por meio da assessoria de imprensa via e-mail e telefone, mas não recebeu nenhum retorno até a publicação desta reportagem. Confira a íntegra do vídeo publicado pelo deputado: 

Os Deputados estaduais bundas moles que não assinaram a CPI da Energisa, estão putos pq eu os chamei de bundas moles, então esses bundas moles, assinaram um aumento na Gasolina, logo eu os acho uns bundas moles e folgados.Se se sente lesado na conta de luz, compartilhe. Vamos tentar tocar o coração desses bundas moles.

Publicado por Loester Trutis em Segunda-feira, 4 de novembro de 2019

 

 

Mais notícias