Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

Vereadores da Capital aprovam aumento de salário para quase R$ 19 mil a partir de 2021

Valor corresponde a 75% do vencimento de um deputado estadual

Aumento de salário foi aprovado em regime de urgência (Foto: Divulgação/Izaias Medeiros/PMCG)

Em regime de urgência e em votação e discussão única, os vereadores de Campo Grande aprovaram, na sessão desta quinta-feira (6), aumento de salário para eles próprios a partir de janeiro de 2021, ou seja, para a próxima legislatura, em valores que chegam próximo de R$ 19 mil.

De acordo com a proposta aprovada, que agora segue para sanção do prefeito Marquinhos Trad (PSD), os vereadores eleitos em 2020 receberão, nos valores atuais, R$ 18,9 mil, equivalente a 75% do salário de um deputado estadual, atualmente fixado em R$ 25,3 mil.

Na justificativa do projeto, o presidente da Câmara, vereador João Rocha (PSDB), alegou que a finalidade da proposta é a ‘recomposição do valor do subsídio dos parlamentares desta Casa de Leis decorrente da grave crise econômica pela qual passa o Brasil e a cidade de Campo Grande’.

Atualmente o salário dos vereadores é de R$ 15 mil. “(…) é imperativo constitucional, legal e regimental que a Mesa Diretora desta Casa, proponha a presente proposição que ‘Fixa o Subsídio dos Vereadores para a Legislatura a iniciar-se em 1º de janeiro de 2021’”, disse Rocha na justificativa.

Em uma votação sem discursos ou justificativas para os votos, com os parlamentares resumindo-se a dizer “sim” ou “não”, os favoráveis ao aumento saíram vencedores com 22 votos a favor e 2 vereadores contrários. Papy (SD) presidiu a votação, portanto, não vota; e outros 4 parlamentares não estavam presentes durante o pleito.

Foram a favor: Delegado Wellingotn (PSDB), Antônio Cruz (PSDB), Dr. Lívio (PSDB), João Rocha (PSDB), Valdir Gomes (PSDB), Cazuza (PP), Dharleng Campos (PP), Odilon de Oliveira (PDT), Ademir Santana (PDT), Dr. Loester (MDB), Wilson Sami (MDB), Betinho (PRB), Gilmar da Cruz (PRB), Carlão (PSB), Enfermeiro Fritz (PSD), Chiquinho Telles (PSD), Pastor Jeremias Flores (Avante),William Maksoud (PMN), Enfermeira Cida Amaral (Pros), Ayrton Araújo (PT), Otávio Trad (PTB) e Eduardo Romero (Rede).

Foram contra: André Salineiro (PSDB) e Vinicius Siqueira (DEM)

Ausentes na votação: João César Mattogrosso (PSDB), Junior Longo (PSB), Veterinário Francisco (PSB) e Lucas de Lima (SD).

Comentários
Carregando...