Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

Vereador preso na Cifra Negra pede afastamento do cargo

Suplente protocola pedido para posse imediata

Foto: Gizele Almeida/Dourados News

Preso na Operação Cifra Negra, o vereador Idenor Machado (PSDB) protocolou nesta quinta-feira (6) um pedido de afastamento da Câmara Municipal de Dourados. O pedido, de acordo com o Dourados News, foi de 32 dias. Outro pedido que foi protocolado também nesta tarde é o da posse imediata do suplente do vereador, Maurício Lemes (PSB).

Segundo Dourados News, a presidente da Câmara Daniela Hall (PSD), informou que os pedidos chegaram no fim do expediente e não poderiam ser despachados nesta quinta.

Maurício Lemes é o primeiro suplente da coligação “Compromisso de Verdade”. A saída de Idenor abre espaço para ele assumir o cargo de vereador da cidade.

Operação

Deflagrada na tarde desta quarta-feira (5) em Dourados, Operação Cifra Negra cumpriu 10 mandados de prisão e um de busca e apreensão. Foram presos os vereadores Idenor Machado (PSDB), Cirilo Ramão (MDB) e Pedro Pepa (DEM), o ex-vereador Dirceu Longhi e o ex-funcionário da Câmara Hamilton Salinas.

A operação é coordenada pela 16ª Promotoria de Justiça de Dourados e a 2ª Delegacia da Polícia Civil da cidade. Um dos alvos da ação foi a Câmara Municipal da cidade. Acompanharam o cumprimento dos mandados o promotor Ricardo Rotunno e o delegado Francis Flávio Tadano Freire.

Comentários
Carregando...