PT apresenta advogada da região do Bolsão como pré-candidata a vice-governadora

Partido é o primeiro a fechar composição para governo

O Partido dos Trabalhadores, que tenta voltar ao comando do governo estadual em 2019, ja definiu que uma mulher, oriunda da região do Bolsão, será a pré-candidata ao cargo de vice-governadora na chapa majoritária.

A Executiva do partido apresentou a advogada Luciene Maria da Silva e Silva, como pré-candidata a vice na chapa encabeçada pelo ex-prefeito de Mundo Novo e pré-candidato ao governo, Humberto Amaducci.

De acordo com a assessoria da presidência do PT em Mato Grosso do Sul, Luciene é militante de movimentos sociais de Três Lagoas e região, e atua no movimento de Mulheres Dorcelina Folador e na Pastoral do Imigrante junto à Diocese do maior município do Bolsão.

Lucilene também é professora de geografia e integra o grupo ‘Juristas pela Democracia em MS’. Ela já encampou  movimentos na década de 1990, durante o governo de Wilson Barbosa Martins, quando fez parte da liderança das mulheres dos policiais militares em protestos contra os baixos salários e por melhores condições de trabalho.

Indefinição

Os demais candidatos ao governo ainda não apresentaram os nomes do futuros candidatos a vice-governador.

A chapa do MDB, encabeçada pelo ex-governador André Puccinelli, já anunciou que pretende ter um nome de Dourados. O PDT já teria convidado Reni Chaves (PRB), esposa do senador Pedro Chaves, para ser a vice de Odilon de Oliveira, e o PSDB ainda estaria ‘amadurecendo’ os critérios para a composição da majoritária.

Mais notícias