Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

Professor é preso pela Polícia Federal quando comprava votos em Campo Grande

Pagava para adesivar os carros

Um professor foi preso nesta quarta-feira (3), em Campo Grande, pela Polícia Federal quando comprava votos de eleitores. Ele estaria pagando para que carros fossem adesivados.

Segundo informações da PF, com o professor foi apreendido R$ 800, uma lista com nomes de eleitores e material de campanha. Ele pagava para que carros fossem adesivados. Além do pagamento, o professor dava uma ‘cola’ eleitoral com os números dos candidatos favorecidos.

O crime está previsto no Código Eleitoral, no artigo 299 que diz: Dar, oferecer, prometer, solicitar ou receber, para si ou para outrem, dinheiro, dádiva, ou qualquer outra vantagem, para obter ou dar voto e para conseguir ou prometer abstenção, ainda que a oferta não seja aceita:

Pena – reclusão até quatro anos e pagamento de cinco a quinze dias-multa.

 

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...