Imagem do Estado está arranhada, diz Odilon após operação prender filho de Reinaldo

Sobre envolvimento do governador na Operação Vostok

Após o debate realizado na Fetems nesta quarta-feira (12) o candidato ao governo do estado, Odilon de Oliveira (PDT), afirmou que a imagem do Estado fica arranhada após estourar a Operação Vostok, deflagrada pela PF (Polícia Federal) pela manhã, que tem como um dos alvos o atual governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

“A imagem do Estado fica bastante arranhada. Motivo de muita vergonha para os sul-mato-grossenses”, comentou o candidato.

Sobre a situação da campanha de Reinaldo à releição, o juiz preferiu não se aprofundar, dizendo apenas que “ninguém está acima da lei” e que a avaliação sobre o envolvimento do governador na operação deve ser analisada por ele e pelas pessoas, nas urnas.

“Essa avaliação compete à equipe dele, ao pessoal dele, e compete também ao povo, aos eleitores responderem isso”, pontuou. Para Odilon, apesar do Estado estar passando por uma limpeza, ele “não merece isso”, e quem tiver cometido crimes precisa pagar por eles.

Mais notícias