Operação Cifra Negra: Três presos devem ser transferidos para penitenciária neste sábado

Entre os presos, três permanecem na delegacia, mas devem ser transferidos para penitenciária

De 10 presos na Operação Cifra Negra, três ainda estão no 1º Distrito Policial de Dourados, mas devem ser transferidos para a Penitenciária Estadual ainda neste sábado (8). Os presos, Alexsandro Oliveira de Souza, Denis de Maia e Jailson Coutinho, estão em uma sala reservada à OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), na delegacia de Dourados, a 225 km de Campo Grande.

Segundo informações do Dourados News, o trio passará por exame de corpo de delito e logo depois poderá ser encaminhado ao presídio. Ainda de acordo com o jornal, fontes não identificadas afirmam que há chance de que um deles faça acordo de delação premiada.

Alexsandro trabalhou por anos no gabinete de Idenor Machado, também preso na Operação, e na direção da Casa de Leis. Já Jailson e Denis seriam ligados a empresa relacionada ao esquema, afirma o Dourados News.

A operação

Deflagrada na quarta-feira (5) em Dourados, a Operação Cifra Negra cumpriu 10 mandados de prisão e um de busca e apreensão. A operação é coordenada pela 16ª Promotoria de Justiça de Dourados e a 2ª Delegacia da Polícia Civil da cidade. Um dos alvos da ação foi a Câmara Municipal da cidade.

Segundo o MP-MS (Ministério Público Estadual), a operação é desdobramento das ações Telhado de Vidro e Argonautas e investiga crimes do “colarinho branco”, entre eles fraude à licitação e corrupção na Câmara da cidade há pelo menos oito anos.

As investigações indicaram que várias licitações tinham “carta marcada” de empresas que agiam juntas. Algumas delas, inclusive, se quer existiam de fato. “Sem a devida concorrência, os valores dos contratos oriundos destes processos se faziam exorbitantes”, afirma o MP. As empresas que participavam do esquema repassam propina mensalmente para servidores públicos, entre eles vereadores que presidiam a Casa de Leis.

 

Mais notícias