Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

‘Nem ouvi do prefeito que ele é candidato’, brinca Azambuja sobre aliança com Marquinhos em 2020

Antes mesmo da diplomação dos eleitos no pleito de outubro, cenários já começam a ser projetados para as eleições municipais de 2020. Com isso, rumores de eventuais arranjos eleitorais já são comentados e alguns nomes começam a ser ventilados nos bastidores.

Com o apoio do PSD do prefeito Marquinhos Trad, Reinaldo Azambuja (PSDB) consagrou-se chefe do Executivo Estadual por mais 4 anos. Nesse sentido, eventual disputa de Trad pelo Paço Municipal em 2020 poderá contar com indicação de tucanos.

Entre os nomes mais citados estão o presidente da Câmara João Rocha, o secretário de Administração Carlos Alberto Assis e o candidato ao Senado Marcelo Miglioli. Questionado sobre aproximação com Marquinhos e possível ‘dobradinha’, Reinaldo dispersa e afirma ainda ser cedo demais para tratar do assunto.

“2020 ainda está longe demais, acabamos de sair de uma eleição e eu nem ouvi do prefeito ainda que ele é candidato”, descontrai. “Vamos aguardar o momento certo”, recomenda o tucano.

‘Desde que venham para somar’

Trad, por sua vez, garante estar aberto ao diálogo não somente com o PSDB, mas com outras siglas ‘tão bem intencionadas’ quanto, citando o Patriotas do deputado estadual e esposo da vice-prefeita Adriane Lopes, Lídio Lopes.

“Poderia ser com o PSDB ou com o próprio Patriotas, com o PSL [partido do presidente eleito Jair Bolsonaro], com uma chapa pura ou com qualquer outro partido tão bem intencionado quanto, desde que venham para somar”, cita.

Ao menos dois nomes ‘de peso’ devem figurar entre os concorrentes de Marquinhos nas próximas eleições. Adversário de Reinaldo na disputa pelo Parque dos Poderes, Odilon de Oliveira (PDT) afirmou ter ganho experiência e anunciou planos de concorrer ao Executivo Municipal. Além dele, o emedebista Marcio Fernandes também tem interesse na sucessão do pesedista.

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...