Marun deve voltar à Câmara dos Deputados antes de ‘férias’ de seis meses

Ministro está licenciado de cargo de deputado federal

(Com Vinicius Costa)

Apesar de não ter disputado as eleições neste ano, o ministro da Secretaria de Governo Carlso Marun deve retornar à Câmara Federal em 2019, anunciou nesta sexta-feira (30) em agenda em Campo Grande.

Marun é deputado federal eleito e licenciado para o cargo de ministro. Como será exonerado da função no dia 31 de dezembro, o ministro deve retornar ao cargo de deputado federal por um mês, já que os novos parlamentares tomam posse apenas em fevereiro.

“É um pedido do líder da minha bancada [retornar]. Volto para o plantão na Câmara dos Deputados e depois terei seis meses de férias da política”, anunciou.

Cotado para assumir uma vaga no CNMP (Conselho Nacional do Ministéri Público), Marun não descartou. A especulação sobre o destino de Marun começou depois que deputados procuraram o ministro para que ele se colocasse disponível a ocupar a cadeira destinada à Câmara dos Deputados. Não é necessário ser deputado para ocupar a função.

Atualmente, quem desempenha o papel no conselho é Gustavo Rocha, subchefe de Assuntos Jurídicos da Casa Civil. Rocha está na função desde 2015 e deixará o cargo no início do ano que vem.

A vaga no CNMP só estará disponível no segundo trimestre de 2019. “Não deixaria de ser um desafio interessante. Mas depende de ser votado e indicado pela Câmara”, disse.

O ministro ressaltou que é advogado e já atuou como procurador parlamentar. No momento, porém, Marun diz não estar tratando sobre o possível futuro no CNMP.

 

Mais notícias