Depois de Marun, deputado federal de MS também tem celular clonado

Políticos foram vítimas do mesmo crime

Dias depois do ministro da Secretaria de Governo da Presidência da República, Carlos Marun (MDB), revelar que teve o celular clonado, agora o deputado federal Geraldo Resende (PSDB) afirma também ter sido alvo de clonagem.

Em mensagem divulgada em grupos de WhatsApp na tarde desta segunda-feira (19), integrantes da equipe de Geraldo afirmam que o deputado teve o número de celular clonado hoje.

O golpista estaria usando o número do político para pedir empréstimos financeiros. A equipe do deputado afirma que ninguém está “solicitando socorro financeiro para qualquer pessoa por meio deste aplicativo ou contato telefônico”.

O deputado afirma, ainda, que já recorre à polícia e a operadora telefônica para medidas cabíveis.

Outro caso

Na última sexta-feira (16), o ministro Marun falou sobre a clonagem do seu aparelho durante agenda pública em Campo Grande. O ministro classificou o caso como “absurdo” e afirmou que o golpista continua utilizando aparelho dele para aplicar golpes financeiros.

“Ele está roubando as pessoas. É um absurdo um ministro que despacha no Palácio do Planalto ter seu telefone clonado e o Estado não ter tecnologia para acabar com isso”, disparou Marun.