Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

Depois de ‘blocão do MDB’, deputada do PSD também deixa base tucana na Assembleia

Grazielle Machado diz que espera decisão do PSD

Uma semana depois dos deputados do MDB anunciarem saída da base aliada do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), outros dois parlamentares estaduais podem tomar a mesma decisão. Recém-chegada ao PSD, Grazielle Machado afirmou nesta terça-feira (15) que não integra mais a base governista e que outro colega pode tomar decisão semelhante.

Grazielle, que no ano passado chegou a sair da base aliada quando ainda integrava o PR, afirmou que agora tem motivo político para tomar a decisão. Ela afirmou que aguarda reunião entre os líderes do PSD, entre eles o prefeito da Capital, Marquinhos Trad, para definir o posicionamento.

“Sou independente, vou votar a favor dos projetos que são bons para Mato Grosso do Sul”, questionada sobre possível sinalização de Marquinhos para que ela deixe a base de Reinaldo, a deputada afirmou que “têm sinais que valem mais que orientações”.

A deputada também disse que a conduta dela é semelhante a do deputado Lídio Lopes (PEN), marido da vice-prefeita da Capital, Adriane Lopes. Segundo Grazielle, Lídio também teria deixado o “blocão” da base do governo e se tornado independente.

O deputado afirmou ao Jornal Midiamax que sempre integrou o bloco dos deputados emedebistas e, por isso, também deixou a base governista e vota de forma independente.

Grazielle finalizou afirmando que mesmo que o PSD decida voltar em apoio a Reinaldo e volta para a base, “eu retorno sem nenhum constrangimento”, completou.

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...