Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

Defesa de pecuarista pede revogação da prisão ao STJ e habeas corpus ao STF

Zelito está preso pela Operação Vostok desde quarta-feira

A advogada Andrea Flores, da defesa do pecuarista Zelito Alves Ribeiro, impetrou pedido de revogação da prisão temporária no STJ (Superior Tribunal de Justiça) e um habeas corpus ao STF (Supremo Tribunal Federal), segundo informou nesta sexta-feira (14).

AO STJ, o pedido foi feito dentro do inquérito para revogar a prisão. Ao STF, o recurso é apresentado a uma instância superior. Em ambos, a defesa alega que não existem fundamentos para a prisão.

“Logo após a delação da JBS, o meu cliente foi à Polícia Federal se apresentar e afirmar que estava disponível para prestar esclarecimentos. Desde então, nunca foi chamado para depor”.

A advogada também alega que Zelito já foi ouvido e que não há mais necessidade da prisão. “É um pedido de prisão frágil. Não há motivo”, alega.

Caso não sejam concedidos os pedidos, os réus podem ser soltos ao final dos cinco dias. Mas também há a possibilidade de prorrogação do pedido de prisão e de conversão de temporária em preventiva, onde eles ficariam detidos por mais 30 dias.

Operação Vostok

A Operação Vostok, deflagrada na quarta-feira (12) pela Polícia Federal, cumpre 14 mandados de prisão temporária determinadas pelo ministro Felix Fischer, do STJ (Superior Tribunal de Justiça). Entre os alvos estão o filho do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e o deputado estadual Zé Teixeira (DEM).

Foram alvos da Operação com mandados de prisão:

Rodrigo Souza e Silva – filho de Reinaldo

Ivanildo da Cunha Miranda – pecuarista, empresário e delator

João Roberto Baird – empresário dono de empresa de informática

Jose Ricardo Guitti Guimaro – conhecido como Polaco e corretor de gado

Antonio Celso Cortez – empresário dono de empresa de informática

Elvio Rodrigues – pecuarista

Francisco Carlos Freire de Oliveira – nome apontado como emissor de notas frias

José Roberto Teixeira – deputado Zé Teixeira

Marcio Campos Monteiro – ex-deputado e conselheiro do Tribunal de Contas

Miltro Rodrigues Pereira – pecuarista

Nelson Cintra Ribeiro – ex-presidente da Fundação de Turismo do Estado

Osvane Aparecido Ramos – ex-prefeito de Dois Irmãos e ex-deputado estadual

Rubens Massahiro Matsuda – empresário

Zelito Alves Ribeiro – pecuarista e coordenador regional da Casa Civil

De todos os mandados de prisão, 13 já foram cumpridos. Apenas o Polaco ainda não foi encontrado.

A Polícia Federal divulgou que aproximadamente 220 policiais federais cumpriram os 41 mandados de busca e apreensão e 14 mandados de prisão temporária, no âmbito da Operação Vostok, em Campo Grande, Aquidauana, Dourados, Maracaju, Guia Lopes de Laguna, e no município de Trairão, no Estado do Pará.

Além destes, também foram cumpridos outros três mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça Estadual do Mato Grosso do Sul, pedidos pelo MP-MS (Ministério Público Estadual), de ações, que segundo a PF, têm o mesmo objeto ligado aos fatos investigados em âmbito federal.

Comentários
Carregando...