Debate Midiamax: Reinaldo e Odilon trocam acusações e sobra até para os filhos

Houve momento de tensão entre os candidatos no primeiro bloco

Foto: Marcos Ermínio

No primeiro embate caloroso entre Reinaldo Azambuja (PSDB) e Odilon de Oliveira (PDT) no Debate Midiamax desta segunda-feira (22), os candidatos dispararam acusações de envolvimento em investigações e sobrou até para os filhos de cada um dos candidatos.

A troca de farpas entre os políticos começou quando Odilon questionou Reinaldo sobre a regionalização da saúde. O tucano respondeu e em sua réplica, o pedetista se exaltou ao falar sobre visita do seu filho, Odilon Junior, ao ex-governador André Puccinelli (MDB), no presídio.

“Meu filho foi como advogado visitar o André Puccinelli. Seu filho, por culpa sua, foi como réu, algemado, para ficar, não foi visitar ninguém, é uma diferença muito grande”, disse Odilon se referindo à operação Vostok da Polícia Federal. “Não queira arrastar a minha família para a lama”, completou Odilon.

Em sua tréplica, Reinaldo criticou Odilon e também se exaltou afirmando que o pedetista se coloca como “paladino da Justiça, mas na verdade é um camaleão”.

“Você se esconde da denúncia do seu próprio primo que fez a primeira delação familiar do Brasil, Jedeão de Oliveira”, disse Reinaldo se referindo a denúncia de desvios da vara em que Odilon comandou na Justiça Federal.

Sobre a Operação Vostok, Reinaldo se defendeu afirmando que a operação é midiática. “Para me prejudicar, mas o parecer da procuradoria foi pelo arquivamento do processo por improcedente de provas. Isso você não mostra e se esconde dizendo que é fake quando te acusem”, disse o candidato à reeleição.

Mais notícias