Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

De suplente, Gilmar da Cruz assume candidatura no lugar de Pedro Chaves

Gilmar é vereador de Campo Grande e pastor da Igreja Universal do Reino de Deus

 

Gilmar da Cruz durante sessão da Câmara de Vereadores. (Foto: Izaias Medeiros/Câmara)

Vereador de Campo Grande e pastor da Igreja Universal do Reino de Deus, Gilmar da Cruz foi o escolhido pelo PRB para assumir a candidatura ao Senado no lugar de Pedro Chaves, que anunciou sua desistência na quarta-feira (15), mesmo já tendo seu registro solicitado ao TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral).

Gilmar da Cruz era o primeiro suplente de Chaves na coligação em apoio à candidatura ao Governo do Estado de Odilon de Oliveira (PDT), o Podemos completa a lista de aliados.

“O partido me deu essa notícia agora dizendo que eu vou estar encabeçando essa campanha para o Senado”, afirmou Gilmar ao Jornal Midiamax na manhã desta quinta-feira (16), logo após a decisão ter sido divulgada pelo partido.

Em sua justificava para abandonar a corrida eleitoral, Pedro Chaves divulgou uma nota em que diz ter refletido “sobre os caminhos do Estado, decidi não disputar à reeleição ao Senado Federal. Tomei essa decisão junto a minha família e assessoria depois de analisar o cenário político nacional e regional”. Com isso, a vaga caiu no colo do pastor evangélico.

“Com a desistência do Pedro Chaves, naturalmente eu seria o candidato para o Senado. O partido escolheu dizendo ‘olha, você é a pessoas que nós queremos que seja nosso candidato ao Senado porque já está no segundo mandato na Capital e é uma pessoa muito influente e tem uma grande base eleitoral’”, relata Gilmar da Cruz.

O empresário Beto Figueiró (Podemos) concorre pela segunda vaga como senador na coligação encabeçada pelo PDT.

Histórico

Gilmar Neri de Souza é natural de Poá (SP), 50 anos, é casado com Cintia Ferraz Berbis de Souza a 21 anos. Foi eleito a vereador pela primeira vez em 2012, assumindo o quadriênio 2013-2016. E em seu segundo mandato em Campo Grande, foi o 4º vereador eleito, com 5.419 votos.

Gilmar da Cruz, sempre buscou ajudar o próximo, aos 24 anos de idade, deixou sua profissão de extrusor para seguir carreira missionária como pastor da Igreja Universal do Reino de Deus, pregou o Evangelho em Minas Gerais, São Paulo e África do Sul, Moçambique.

Chegando em Mato Grosso do Sul, dedicou-se, além do trabalho missionário, em projetos sociais.

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...