Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

Cotada para assumir presidência do Senado, Simone tratará sobre assunto no fim do ano

Escolha do nome se daria pelo fato de ter maior facilidade de lidar com apoiadores e opositores

“A burocracia é um câncer, precisa ser extirpada das relações que envolvem o poder público e o cidadão”, disse Simone (Foto: Divulgação/Edilson Rodrigues/Agência Senado)

Um dos principais nomes para assumir a presidência do Senado a partir de 2019 é o de Simone Tebet (MDB), líder da maior bancada. A senadora que tem mandato por mais quatro anos, é cotada para assumir o lugar de Renan Calheiros (MBD-AL).

Simone disse ao Jornal Midiamax que não pretende tratar do assunto neste momento e fala em “um passo de cada vez”, já que o país está “atravessando por grandes problemas” e passa por tempo de eleições. “Discutir presidência do Senado antes de dezembro é antecipação indevida”, explicou.

Entretanto, a senadora diz que já pretende se reunir com colegas para o fim do ano e encaminhar essa hipótese de assumir a presidência do Senado. “Vamos aguardar o resultado das eleições do segundo turno e só então farei uma reunião como líder com os colegas para tratar da pauta do final do ano”, afirmou Simone.

Líder da maior bancada no Senado, alguns veículos apontam que a escolha do nome da senador de Mato Grosso do Sul se daria pelo fato de ter maior facilidade para líder com apoiadores e opositores.

Em sua rede social, Renan Calheiros deixou claro que não pretende disputar novamente à presidência do Senado. “Não sou candidato. Não cogito e não quero. Já fui presidente 4 vezes, sendo o senador que mais se elegeu para esse cargo desde a redemocratização. Não há escassez de bons nomes”.

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...