Com mais tempo de TV, Odilon acredita em ‘equilíbrio’ no 2º turno

Candidato ficou em segundo lugar na disputa

Foto: Marcos Ermínio

Na disputa do 2º turno pelo Governo de Mato Grosso do Sul, o candidato Odilon de Oliveira (PDT) acredita que o tempo de TV equilibrado será sua principal estratégia durante o embate com Reinaldo Azambuja (PSDB).

O pedetista chegou no TRE (Tribunal Regional Eleitoral) por volta das 19 horas deste domingo (7). Com 99% das urnas apuradas, o candidato teve 31,67% dos votos válidos.

Acompanhado de correligionários, Odilon disse que “estamos com meio caminho andado, agora precisamos completar. Recarregamos as energias e a partir de amanhã vamos voltar a funcionar”.

O candidato antecipou que já houve conversas da equipe dele com o candidato do MDB, Junior Mochi, que ficou em terceiro lugar na disputa. “Houve uma boa sinalização, mas nada está acertado ainda”.

Em relação ao tempo de TV, o candidato criticou que durante o primeiro turno o embate foi desigual pela diferença de duração da propaganda eleitoral. Agora com o tempo igualitário, a principal estratégia será apresentação das propostas ao eleitor.

“Minha campanha foi injustiçada, foi a campanha do tostão contra o milhão. Enfrentamos o peso da máquina administrativa”, diz.

Mais notícias