Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

Bancada federal de MS irá decidir aliança do DEM, dividido entre PSDB e MDB

Para deputado, partido está inclinado a apoiar sigla tucana

A definição sobre a aliança política do DEM para as eleições de outubro depende dos deputados federais do partido em Mato Grosso do Sul. Dividida entre PSDB e MDB, a sigla fez proposta de composição com o partido tucano, mas decisão deve ser tomada pelos deputados federais.

Deputado estadual do DEM, Zé Teixeira disse ao Jornal Midiamax nesta quarta-feira (11) que a definição está nas mãos da bancada federal. “A bancada é que pode conversar em Brasília sobre as alianças nacionais”, explica.

No fim de semana, Tereza Cristina e Luiz Henrique Mandetta, ambos deputados federais pelo DEM, se reuniram com André Puccinelli (MDB) e Reinaldo Azambuja (PSDB) na tentativa de decidir a aliança.

Sobre as negociações, Zé Teixeira indica que o DEM pode estar mais próximo do ninho tucano. “Houve uma reunião no partido que mostrou que a melhor composição é o PSDB, do outro lado [MDB] não há tanta possibilidade de composição para eleger a bancada federal e os deputados estaduais”.

Depois de conversar nesta terça-feira (10) com o presidente regional do partido, Murilo Zauith, Teixeira disse que a proposta que deve ser feita ao PSDB para receber o apoio do DEM consiste em Murilo ter espaço para se lançar como candidato ao Senado e o deputado José Carlos Barbosa, o Barbosinha, como vice de Reinaldo na chapa ao Governo.

“Eu disse que eu não queria [ser candidato a vice] porque apesar de apoiar o projeto do Reinaldo, eu sou deputado estadual, mas eu disse que o Barbosinha tem todas as condições de ser um vice. É advogado, professor universitário, foi um ótimo secretário de segurança e é um ótimo deputado, ele só ajudaria a compor a chapa”, explicou Zé Teixeira.

Após a conversa com Murilo, Teixeira se reuniu com o colega Barbosinha detalhando a proposta de apoio do DEM e o nome dele a vice de Reinaldo. Mais cedo, Barbosinha negou que tenha sido convidado a compor a chapa tucana como vice, mas a Zé Teixeira, o deputado disse que analisará a ideia. “Se é o senhor que está pedindo eu vou analisar”, teria dito Barbosinha a Zé.

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...