Ao vistoriar obras do anel viário, Marun e Marquinhos apostam em conclusão até dezembro

Governo federal disponibilizou R$ 9,3 milhões para término dos trabalhos

Foto: Vinicius Costa

O ministro da Secretaria de Governo da Presidência, Carlos Marun (MDB), e o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), visitaram as obras do anel viário da Capital na tarde desta sexta-feira (26). A expectativa é que tudo esteja pronto em meados de dezembro.

No mês passado, Marun visitou a obra que interliga as rodovias MS-080, MS-010 e BR-163 e, na época, anunciou liberação de R$ 9,5 milhões para conclusão do anel. Na visita desta sexta, o ministro afirmou que o recurso segue à disposição do município caso seja necessário.

“A obra avançou de forma positiva, foi colocada capa protetora no asfalto, chegaram máquinas e tubulação”, apontou Marun. Outra vistoria está programada para ser feita na obra no mês que vem. “Minha sensação é de que vai ser entregue em dezembro”, concluiu.

Para o prefeito Marquinhos Trad, o prazo de entrega ocorrerá mesmo até o final de dezembro. Em relação à desapropriação feita em áreas privadas para a construção do anel, o prefeito afirmou que o processo segue bem e que não há nenhuma ação na Justiça sobre o assunto.

Obras

Segundo a prefeitura, atualmente estão concluindo o último trecho do macroanel rodoviário, na ligação de 24 quilômetros entre as saídas para Rochedo (MS-080) e de  Cuiabá (BR-163).

O serviço foi interrompido há quatro anos, quando  87,30% da terraplanagem tinha sido concluída; 63,55% da pavimentação e 72,97% da drenagem, além de terem sido concluídas as duas pontes planejadas (sobre os córregos Botas e Ceroula).

Até o início do mês, entre a MS-080 (saída para Rochedo) e a MS-10 (saída para Rochedinho),  12 quilômetros estão prontos, falta  asfaltar apenas 700 metros. O trecho seguinte,  entre a MS-10 e BR-163, tem 2,5 quilômetros asfaltados e falta concluir seis quilômetros.

Mais notícias