Ex-titular da Sefaz-MS e conselheiro do TCE-MS, Marcio Monteiro é preso pela Federal

Ex-titular da Sefaz é acusado de emitir notas frias

Com reportagem de Evelin Cáceres
Ex-titular da Sefaz-MS e conselheiro do TCE-MS, Marcio Monteiro é preso pela Federal
Monteiro chegou neste veículo à sede da PF

O ex-deputado estadual, ex-prefeito de Jardim, ex-deputado federal e ex-secretário estadual de fazenda, Marcio Monteiro, que deixou o PSDB quando se tornou conselheiro do TCE-MS (Tribunal de Contas do Estado), chegou há pouco na superintendência da Polícia Federal em Campo Grande.

A PF cumpriu mandado de prisão contra o conselheiro. Ele era investigado também por emitir notas fiscais frias para justificar o pagamento de propina, investigado no âmbito da Operação Vostok, deflagrada nesta quarta-feira (12).

Monteiro teria emitido mais de R$ 300 mil em notas fiscais frias para JBS, no esquema delatado pelos irmãos Batista, do pagamento de propina em troca da concessão de benefícios fiscais pelo governo estadual.

Operação

A Polícia Federal divulgou que aproximadamente 220 policiais federais cumprem 41 mandados de busca e apreensão e 14 mandados de prisão temporária, no âmbito da , em Campo Grande, Aquidauana, Dourados, Maracaju, Guia Lopes de Laguna, e no município de Trairão, no Estado do Pará.

Além destes, também foram cumpridos outros três mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça Estadual do Mato Grosso do Sul, pedidos pelo MP-MS (Ministério Público Estadual), de ações, que segundo a PF, têm o mesmo objeto ligado aos fatos investigados em âmbito federal.

A Operação tem o objetivo de combater um esquema de pagamento de propina a representantes da cúpula do Poder Executivo Estadual

Ex-titular da Sefaz-MS e conselheiro do TCE-MS, Marcio Monteiro é preso pela Federal
Mais notícias