Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

Seminário sobre ‘fake news’ começa nesta terça no Senado

“Notícias falsas”

O Conselho de Comunicação Social do Congresso Nacional (CCS) realizará nesta terça-feira (12), a partir das 10h, um seminário sobre fake news.

A abertura do evento, que se realizará durante todo o dia no auditório do Interlegis, será feita pelo presidente do Senado Federal, Eunício Oliveira. Também foram convidados para falar na abertura do evento o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ); o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes; e o ministro da Justiça, Torquato Jardim.

As chamadas fake news (do inglês, “notícias falsas”) têm atingido, por meio de sua difusão nas redes sociais, os mais diversos setores da sociedade. Impacto este que pode proporcionar relevantes efeitos no cenário sócio-político mundial.

O presidente do Conselho de Comunicação Social, Murillo de Aragão, informou que o seminário nasceu a partir de uma iniciativa do senador Eunício Oliveira, que manifestou durante a posse da nova composição do CCS, em novembro, preocupação com o impacto que a disseminação das fake news tem tido sobre o processo democrático dos países.

— Nosso objetivo é discutir o risco que as fake news são para a liberdade de informação, as conseqüências para a democracia e como abordar o fenômeno. Estamos recolhendo opiniões que embasarão uma recomendação e o posicionamento do CCS sobre propostas que tratam sobre fake news no Congresso — disse Aragão.

O evento terá como público-alvo os parlamentares das Casas do Congresso Nacional, conselheiros, advogados, jornalistas, assessores e profissionais da área de comunicação.

Painéis

Após a abertura, serão realizados quatro painéis de conteúdo. O primeiro tratará sobre “O universo das fake news”. Ele reunirá o presidente da Associação Brasileira das Emissoras de Rádio e TV (Abert), Paulo Tonet; o diretor de TV, Rodrigo Cebrian, produtor do documentário “Fake News: baseado em fatos reais”, veiculado no canal de TV por assinatura GloboNews; e o jornalista Manoel Fernandes, sócio da empresa Bites, que presta assessoria em análise de dados digitais para grupos empresariais como as Organizações Globo, Visa, Itaú, Shell, Heineken, Melitta e outros.

O segundo painel tratará “Os desafios e limites no combate às fake news”. Esta parte do evento deverá contar com a presença do ministro do TSE Tarcísio Vieira; o jornalista Guilherme Alpendre, da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji); e com o procurador Frederico Ceroy, presidente do Instituto Brasileiro de Direito Digital (IBDDIG).

À partir das 14h, o tema será “fake news e plataformas digitais”, que contará, entre outros, com nomes a serem indicados pelo Portal UOL. O último painel será “Como combater as fake news”, que poderá contar com o ministro Luiz Fux, do STF (nome ainda a ser confirmado), além de especialistas em Direito Eleitoral e um nome a ser indicado pela Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj).

Segundo Aragão, outros nomes poderão ser incluídos no Seminário, de acordo com sugestões dos conselheiros dos CCS. Na reunião desta segunda-feira, o conselheiro José Antonio de Jesus, representante dos radialistas, sugeriu que o evento inclua um nome a ser indicado pelo Fórum Nacional pela Democratização das Comunicações (FNDC).

Você pode gostar também