Em audiência, prefeito diz que vai resolver situação de sem-teto

Moradores de três áreas ocupadas na Capital

O prefeito de Campo Grande, (PSD), prometeu regularizar a situação das habitações de moradores de três áreas ocupadas da Capital. A promessa foi feita durante audiência pública para debater como resolver os problemas desses moradores, na Câmara Municipal, na manhã desta sexta-feira (17).

O plenário da Casa de Leis estava lotado com residentes dos conjuntos Jardim Samambaia I e II, região da Avenida Guaicurus, próxima ao Jardim Los Angeles; do Jardim Canguru, no sul da Capital; e de uma área próxima ao condomínio da empresa Brasil Construções Ltda, que faliu e não concluiu apartamentos, atrás do Jóquei Clube.

As três áreas somam ao todo quase mil famílias, que moram em locais sem infraestrutura adequada e sem a titularidade dos terrenos onde vivem. Duas áreas são privadas, e Samambaia, enquanto a do Jardim Canguru é pública.

“Vamos resolver a situação de vocês”, discursou Marquinhos. “O Poder Público e a Câmara não vão virar as costas para nenhum de vocês”. O prefeito ressaltou que esta é a primeira vez que faz uma promessa aos moradores, e pediu que confiassem nele.

Em audiência, prefeito diz que vai resolver situação de sem-teto

Além disso, fez um apelo para que não deixassem que mais pessoas ocupassem esses locais. “Não deixem mais ninguém entrar, porque nós temos o controle e isso só vai atrapalhar todos os outros que já estão morando nestes lugares”, pediu.

Inicialmente, Marquinhos diz que vai conversar com os donos das áreas particulares ocupadas, no caso da , está sob responsabilidade da Caixa Econômica Federal. Já o Jardim Samambaia depende de negociação com os proprietários dos lotes.

“Eu vou propor a compra da área, depois a permuta da área e, se eles se negarem, vou desapropriar”, afirmou o prefeito. “No Jardim Canguru nós vamos fazer a regularização, e a da vou conversar com o superintendente da Caixa, por se tratar de um fundo de arrendamento”, explicou.

Os manifestantes, que seguravam cartazes com pedidos de apoio, se deram por satisfeitos e aplaudiram o chefe do Paço Municipal após o discurso. “Agora ele prometeu, tá tudo gravado, temos que esperar para ver se vai cumprir”, diz Wagner Meireles, que mora em área da . “Tudo o que queremos é um lugar com condições dignas para morar, como é direito de qualquer cidadão”.

Em audiência, prefeito diz que vai resolver situação de sem-teto
Mais notícias