Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

CPI do Táxi conclui oitivas e deve votar relatório na última sessão do ano

Previsão é do presidente da comissão, Vinícius Siqueira

Instaurada para apurar supostas irregularidades na concessão de alvarás em Campo Grande, a CPI do Táxi colheu nesta sexta-feira (15) os últimos depoimentos. O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito, Vinícius Siqueira (DEM), prevê que o relatório final dos trabalhos estará pronto para ser votado na última sessão do ano: em 21 de dezembro.

Para Vinícius Siqueira, a CPI constatou a necessidade de um controle maior para acabar com a concentração de alvarás em famílias. Taxistas confirmaram grau de parentesco. “A legislação permite ter até 15 alvarás, mas a população e a Câmara gostariam que fosse um por pessoa. O [vereador] Junior Longo vai fazer um projeto para permitir um alvará por CPF”, contou o parlamentar.

Outro problema encontrado, segundo Vinícius Siqueira, foi a falta de documentação dos donos dos alvarás. “Tem quase mil alvarás, nós verificamos todos e acho que nenhum estava com toda a documentação correta”.

Ao longo da CPI foram feitas 17 oitivas. O responsável pelo relatório é o vereador Odilon de Oliveira Junior (PDT).

Você pode gostar também