Câmara deve votar contas de 2009 de ex-presidente preso por fraude em empréstimo

Sidlei Alves foi presidente da Câmara entre 2009 e 2010.

A Câmara Municipal de Dourados deverá colocar em votação na sessão ordinária desta segunda-feira as contas do ano de 2009, época em que o presidente da Casa era o vereador Sidlei Alves, que atualmente cumpre pena no presídio semiaberto depois de ser condenado por fraude em empréstimos consignados.

         Sidlei foi presidente da Câmara no biênio 2009/2010, sendo que as contas de 2010 já foram aprovadas pelos vereadores.  O ex-presidente foi um dos presos na Operação Uragano que culminou com a cassação do ex-prefeito Ari Artuzi em 2010.

         Sidlei está cumprindo em regime semiaberto uma pena de seis anos, 11 meses e seis dias por ter sido condenado pela Justiça num esquema de fraudes em empréstimos consignado feitos em nomes de servidores da Câmara para beneficio do próprio parlamentar.

         O caso veio a publico durante a Operação Câmara Secreta desencadeada em 29 de abril de 2011 pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO). Também foram condenados pela Justiça por este crime o ex-vereador Humberto Teixeira Junior e assessores parlamentares.

Câmara deve votar contas de 2009 de ex-presidente preso por fraude em empréstimo
Mais notícias