MPE investiga possível irregularidade em gastos da Câmara Municipal de Sidrolândia

Casa de Leis do município foi notificada na sexta-feira

O MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) abriu inquérito para apurar supostas irregularidades na Câmara Municipal de Sidrolândia, distante 70 quilômetros de Campo Grande.

A apuração foi aberta pela Promotoria de Justiça da Comarca daquele município e vai, segundo publicado no Diário Oficial do Ministério Público, desta segunda-feira (25), ‘apurar possíveis irregularidades em gastos da Câmara Municipal de Sidrolândia’.

Não foi especificado na mensagem mais detalhes da investigação, bem como supostas pessoas envolvidas. O inquérito civil, conduzido pela promotora Daniele Borghetti Zampieri de Oliveira, está disponível na promotoria do município.

A Câmara Municipal de Sidrolândia tem 13 vereadores e tem como presidente o vereador David Moura de Olindo (SD). Questionada, a Câmara Municipal disse, por meio de sua assessoria de comunicação, que o departamento jurídico foi notificado do inquérito na sexta-feira (22), por isso, ainda não tem conhecimento total do teor do inquérito. Ainda segundo a Casa de Leis, o setor jurídico fará levantamento para apresentar mais respostas.

O inquérito civil é procedimento administrativo com o objetivo de recolher elementos de prova que, futuramente, podem motivar ajuizamento de uma ação civil pública.

 

MPE investiga possível irregularidade em gastos da Câmara Municipal de Sidrolândia
Mais notícias