Deputado que apoiou Delcídio deve liderar grupo articulado por Azambuja

Paulo Corrêa deve ser anunciado líder de bloco articulado por Azambuja

A luta por comissões na Assembleia Legislativa está movimentando lideranças e provocando mudanças inesperadas. Em meio à confusão, até quem estava com adversário há alguns meses já mudou de lado e caminha como líder na Casa. É o caso do deputado Paulo Corrêa (PR), que deve ser anunciado como líder do bloco dos “pequenos” na Assembleia.

O deputado foi um dos grandes articuladores da campanha de (PT) e agora caminha para ser líder do bloco dos deputados com menos de quatro representantes, articulado, curiosamente, pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

Paulo Corrêa estava aliado a deputados do PT, por conta da campanha onde estiveram do mesmo lado. Mas, ficou decepcionado depois que petistas se recusaram a apoiá-lo na disputa pela presidência da Assembleia ou 1ª Secretaria. Com isso, acabou pulando para o lado de Azambuja, prometendo ficar na base dele. Agora, pretende ir além, chegando a liderança do bloco dos pequenos partidos.

O bloco dos pequenos é uma saída encontrada por Azambuja para reduzir a força de PT e PMDB na Assembleia. Juntos os dois partidos poderiam indicar maioria das vagas nas comissões, ficando PMDB com duas e PT com uma das cinco vagas. Com o bloco, os pequenos partidos ficam com duas vagas e PT, PSDB e PMDB com apenas uma.

Esta luta por comissões tem dividido até bancadas na Assembleia. No PTdoB, por exemplo, Mara Caseiro é contra a formação de blocos e deve caminhar separada do deputado Márcio Fernandes (PTdoB). Ele consultou o regimento e pretende integrar o bloco dos pequenos, com ou sem a colega de partido.

 

 

 

Deputado que apoiou Delcídio deve liderar grupo articulado por Azambuja
Mais notícias