Família pede e governo troca o nome do presídio Harry Amorim Costa

Unidade passou a se chamar Penitenciária Estadual de Dourados

Atendendo a um pedido da família do primeiro governador do Estado, Harry Amorim Costa, o Governo do Estado trocou o nome do presídio de segurança máxima de Dourados, um dos maiores complexos penitenciários do Estado.

Familiares do ex-governador alegavam que a memória do político ficaria relegada à relação e à lembrança com o nome do presídio. A família entendeu que o nome de Amorim Costa em um local como uma penitenciária prejudica sua imagem.

O ex-governador é tio da deputada eleita e ex-primeira da Capital, Antonieta Amorim (PMDB), e do empreiteiro João Amorim, investigado pelo Ministério Público por suposto favorecimento em licitações em Campo Grande e no governo estadual, e apontado pelo deputado federal eleito, Zeca do PT, como o ‘papa obras do Estado’.

A publicação feita no Diário Oficial do Estado de ontem (26) renomeia o presídio como “Penitenciária Estadual de Dourados-MS”. Na Assembleia o projeto foi apresentado pelo peemedebista Carlos Marun.

 

Mais notícias