Publicidade

Vereador corintiano flagrado em briga: ‘Quem nunca brigou que atire a primeira pedra’

Raimundo Cesar Faustino, o Capá, que é vereador por Francisco Morato, membro do conselho da Gaviões da Fiel e que foi flagrado pelo LANCE!Net nas imagens da confusão envolvendo as torcidas de Corinthians e Vasco no domingo, em Brasília (DF), não teme perder o seu cargo na Câmara dos Vereadores da cidade.

– Não vou perder meu cargo porque não matei ninguém, não roubei ninguém. Cabe a qualquer munícipe da cidade fazer uma denúncia, e os fatos vão ser apurados. Não nasci vereador, tenho profissão, sempre fui atrás do Corinthians e já me envolvi em outros casos…Quem nunca brigou na vida que atire a primeira pedra – disse ele, ao site da ESPN.

Capá, como já havia feito em nota oficial publicada em seu blog na manhã desta terça-feira, admitiu ter dado um chute em um policial, mas voltou a dizer que estava apenas defendendo a si e a outros torcedores.

– Não tiro minha culpa também, de repente se tivesse dado um abraço no policial ao invés de chutado…Tinha segundos para pensar ali. A foto só mostra aquilo, se tivesse abraçado talvez fosse interpretado de outra forma, podiam pensar que ia pegar a arma do policial, se abraçasse o policial talvez melhorasse minha imagem junto à mídia, mas iam me espancar, me matar – completou.

Durante a tarde, o LANCE!Net tentou contato novamente com o vereador Mimo, que preside a Câmara Municipal, mas não havia ninguém em seu gabinete. Na segunda-feira, ele alegou desconhecimento em relação às imagens. A única punição anunciada até o momento a Capá partiu da Federação Paulista de Fuetbol, que o proíbe de frequentar estádios paulistas por 90 dias.

Mais notícias