Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

Polícia identifica mulher encontrada morta em terreno baldio na Gunter Hans

Vítima era paciente psiquiátrica e havia sido internada semanas antes

A polícia identificou como Lourdes Arriola da Silva, de 53 anos, a mulher encontrada morta no último dia 6 em um terreno na região da Avenida Gunter Hans, em Campo Grande. A vítima vítima era paciente psiquiátrica e havia sido internada por causa de um mal súbito semanas antes de ser encontrada morta.

De acordo com o delegado Ricardo Meirelles, responsável pelo caso, a identificação foi possível por meio de exames nas digitais de Lourdes. Agora, inquértio instaurado deve apurar o que teria provocado a morte. “Solicitamos o prontuário para saber se há relação com a última internação dele a morte”, explica.

O delegado afirma que também já solicitou exame necroscópico para verificar suspeita de envenenamento, já que, junto ao corpo, foram encontradas quantidades consideráveis de veneno para ratos.

O caso

O corpo de Lourdes foi encontrado  em um terreno baldio nas proximidades da Avenida Gunter Huns, região do Coophavilla II em Campo Grande.

Ao lado do corpo, a polícia encontrou veneno de rato, uma faca, remédio antidepressivo e uma garrafa de bebida. A mulher que estava com roupas, tinha uma tatuagem na nádega e na perna.

Aparentemente o corpo da mulher que não tinha marcas de violência estava no local há aproximadamente cinco dias. Policiais da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) e policiais militares foram acionados. O caso foi registrado como morte a esclarecer.

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...