Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

Bar de presa por vender bebida alcoólica a menores já teve morte de adolescente

Adolescente já morreu em bar de presa por vender bebida alcoólica para menores

Maria de Fátima Menas, proprietária do Bar Fly, é uma das presas durante operação da polícia que fez ‘batida’ em casas noturnas de Campo Grande durante a madrugada deste sábado (9). Investigações iniciais apontam que bebidas alcoólicas eram vendidas para menores de idade no local, o mesmo onde um adolescente de 17 anos morreu após sair de uma festa open bar em novembro de 2016.

O advogado de Fátima informou que a cliente nega que tenha vendido bebida alcoólica para menores, no entanto, dois  adolescentes de 15 anos e um de 17, que estavam no bar, confirmaram em depoimento que conseguiram comprar o produto proibido dentro do Bar Fly. Teste de alcoolemia feito pelos menores de idade também confirmou a embriaguez.

Fátima e o gerente da casa noturna, identificado como Otávio Ronda Diniz, de 45 anos, foram presos em flagrante e levados para a 1º Delegacia de Polícia onde vão aguardar audiência de custódia que deve ser realizada na segunda-feira (11).

Morte de adolescente

Na noite do dia 12 de novembro de 2016 um adolescente de 17 anos morreu após sair de uma festa open bar realizada no Bar Fly. Ele disse para a mãe que iria em uma lan house para jogar e foi para a festa, onde teria ingerido bebidas alcoólicas.

Conforme informações da polícia, o adolescente morava no Bairro Zé Pereira e disse para a mãe que iria até uma lan house nas proximidades do Shopping Campo Grande para jogar.

Não há informação se o jovem chegou a ir até a lan house, mas depois foi até o Bar Fly, localizado na Rua Pajuçara, onde, segundo a polícia, ingeriu bebidas alcoólicas. Ele passou mal dentro do bar e foi socorrido pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

O menino foi levado para a UBS (Unidade Básica de Saúde) do Tiradentes, não resistiu e morreu.

‘Batida’ no Fly

Durante ‘batida’ da polícia na casa noturna durante a madrugada deste sábado (9), de menores de idade  foram flagrados embriagados e aferição da polícia constatou que o volume do som ultrapassa o limite permitido por lei. Toda aparelhagem de som foi apreendida.

Participaram da Operação conjunta a Polícia Militar, PMA (Polícia Militar Ambiental), Batalhão da Polícia Militar de Trânsito, Policiais Civis e Agentes da Semadur e Conselho Tutelar.

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...